Por que diamantes são tão valiosos?


Diamantes


O diamante é formado por um único elemento químico: o carbono. Em camadas internas da crosta terrestre, a mais de 150 quilômetros da superfície, o carbono é submetido a temperaturas e pressões altíssimas, a ponto de modificar suas estruturas. Combinados, o calor, a pressão e o tempo reorganizam as moléculas do carbono, conferindo-lhes um arranjo perfeito, simétrico, bastante rígido e transparente. Essa nova estrutura de carbono é o diamante. Através do movimento do magma e de erupções vulcânicas, os diamantes emergem na superfície terrestre e são depositados, por exemplo, junto aos sedimentos dos rios.

O segredo da raridade e do valor dos diamantes está justamente em seu longo e perfeito processo de formação e em sua estrutura rígida, resistente e transparente, que confere uma beleza singular à pedra.

A qualidade de uma pedra de diamante é determinada por 04 fatores (conhecidos como 4 Cs):

  1. Cut (Lapidação)
  2. Carat (Peso)
  3. Clarity (Pureza)
  4. Color (Cor)

Logo, diamantes não são todos iguais, nem possuem o mesmo valor!

Os diamantes mais valiosos – e belos – são os que apresentam:

  1. Lapidação com maior número de facetas, para garantir a refração da luz
  2. Maior peso (quilate)
  3. Menor número de inclusões, garantindo maior pureza
  4. Menos cor (maior transparência)

Essas são informações importantes na hora de escolher a sua joia!

Fonte: Revista Galileu | Fashionbubbles.com